José Loreto relembra época como segurança em Hollywood e diz que barrou Leonardo DiCaprio e Gisele Bündchen em festa

Escrito por em 30/09/2020

José Loreto relembrou uma história bastante inusitada durante bate-papo com Fábio Porchat no programa Que História é Essa, Porchat?, da noite da última terça-feira, dia 29. O ator relembrou quando foi trabalhar como segurança em uma festa em Hollywood, quando tinha apenas 20 anos de idade, e acabou tentando barrar o casal Leonardo DiCaprio e Gisele Bündchen.

Loreto explicou que durante as férias de 2003 decidiu que iria passar as férias nos Estados Unidos para aperfeiçoar o inglês e trabalhar. Estudando economia, o ator disse que já era apaixonado por cinema e queria viver a experiência de estar em Hollywood.

– No Réveillon, me chamaram para um evento, uma festa de celebridades. E aí você pode dar sorte ou azar no lugar que vão te colocar porque são 30 seguranças. Me botaram para tomar conta da área VIP. Eu só tinha que checar a pulseirinha. 20 anos e estava ganhando meus dólares. Falei:Vou ser profissional. Quero surpreender e subir de cargo aqui, disse ele, que também foi segurança de uma feira de automóvel e precisou ficar tomando conta de uma Ferrari.

Enquanto trabalha na festa de final de ano, Loreto se deparou com os dois artistas, que na época formavam um casal, e notou que DiCaprio estava sem a pulseira da área VIP:

–  Perto das 22h chegou uma galera. Eis que surge quem? Leonardo DiCaprio e Gisele Bündchen, relembrou ele ao falar sobre Quando ele foi entrando, eu só botei a mão no peito e falei: Desculpa, você não pode passar. Ele estava sem pulseira. Só por que é Leonardo DiCaprio? Eu sou o segurança. Era para ter sido funcionário do mês, mas antes de terminar de falar, já me tiraram de lá, abriu a área VIP para ele passar. Leonardo DiCaprio nem percebeu que eu tinha barrado ele. De tão rápido que foi a coisa, disse ele.

Ao ser repreendido pelo chefe por tentar barrar o astro de Hollywood na festa,  Loreto acabou indo parar na pior área da festa:

–  Não me demitiram, mas me colocaram na pior área da festa do Réveillon. Eu fui parar na porta da área de fumante. Todo mundo lá dentro, fogos dentro do salão, todo mundo pulando, e eu na área de fumantes sozinho. Só escutava a contagem lá dentro da festa. Escorreu uma lágrima. Acabou o trabalho e meus amigos todos animados, pois cada um ficou em uma área legal. Até hoje não contei esse episódio porque era triste. Passei o Réveillon mais triste, fiquei com saudade da minha mãe e do meu pai. Falei: O que estou fazendo aqui?

Fonte: http://msn.com/


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]